está gravado

não sei como começar, não sei que te deva dizer. à muito tempo que te queria dizer mil e uma coisas e provavelmente nunca tive coragem para tas dizer, pelo menos na cara. na altura, faltou-me a coragem para me levantar, ir ter contigo, falar-te e esclarecer tudo. desculpa, sou fraca e faltou-me a coragem. sabia que se o fizesse acabaria a chorar e mal, e tenho a certeza que tu também não ficarias bem. foi ridículo, mas teve que ser por mensagens que resolvemos as coisas. mas digo-te que foi assim, porque eras muito importante, de verdade. é uma amizade de muitos anos, com muitos mal-entendidos sem jeito mas também com vários grandes momentos. tu sabes. não gostei do que fizeste, das tuas acções, dos teus próprios pensamentos e até dos teus 'sem pensar'. fizeste-me andar mal e em baixo, fizeste-me chorar como nunca nenhuma amiga tinha feito, mas perdoei-te, eras demasiado importante e custava-me. custou-me não me dizeres nem sequer 'olá', custava-me ouvir falar de ti, custava-me fazer de forte, custava-me odiar-te, custava-me ser bruta para ti, custava-me estar daquela forma contigo, custava-me não te entender. sei que é a primeira vez que te digo isto, acho que agora tenho segurança e confiança suficiente para to dizer sem receios. és uma miúda forte e com coragem, devias de usar isso para te tornares feliz. sabes que, apesar de todas as coisas más que eu já te disse e fiz sentir, eu gosto imenso de ti, tu serás a minha menina e vais sempre contar com o meu apoio em tudo. com a sara formamos um grande trio. com vocês sei que posso rir e chorar, vocês choram e riem comigo, aturam as minhas coisas às tantas da manhã, gozam com o meu riso e aturam quando me queixo, obrigada. todos nós erramos, e nós não somos excepção. tu erraste comigo, eu errei contigo. somos humanas, nós também falhamos. mas é sempre por isso que eu sei que realmente somos amigas de verdade, porque já conheço o teu feitio, conheço os teus erros, conheço os teus dias bons e maus, conheço as tuas palavras, conheço-te a ti. de verdade. eu não sei como continuar, nem mesmo como acabar. ando à dias para finalizar isto em grande, mas nunca chego lá. parece que há sempre mais coisas a dizer, mais coisas a relembrar. agora vou parar, tu sabes o que vivemos e tudo aquilo que ainda há para vivermos, e para tudo o que o futuro te reserva, conta comigo do teu lado. mesmo com tudo o que já aconteceu na nossa amizade, depois do que fizemos uma à outra, eu amo-te.

9 comentários:

carina, disse...

está lindo :')

carina, disse...

hm obrigada também ;)

tânia. disse...

tu é que és fofinha :o

Jú S disse...

enfim, é o que tenho a dizer! nem vale a pena perder tempo com aquele tipo de pessoas -.-

tânia. disse...

muito melhor obrigada querida :b

tânia. disse...

que queridaaaaaaa

Jú S disse...

ainda bem minha querida **

Jú S disse...

acredito no mesmo que tu *

Jú S disse...

se calhar estás a referir-te a coisas mais materiais como uma relação, quanto a isso não digo nada porque cada um tem a sua opinião. mas eu acho que existem sentimentos que duram para sempre, e quando falo no amor falo no próprio amor, no sentimento, não na relação que tens com a pessoa, e nem falo só do amor no sentido de namorar, também me queria referir por ex ao amor que sinto pela minha mãe, sei que será para sempre assim.